Sobre a revista

O GANSO PRIMORDIAL está inserido na mitologia e mistérios egípcios, e como o Íbis, representa o Nada, o Não-Ser, ou melhor, a Criação, a Imortalidade e a Transmigração. É a “Ave sagrada” de todas as teogonias, símil do Cisne védico. Tal Ganso é o que põe o “Ovo do Mundo”, que por sua vez é Brahma, o Criador – o ponto na circunferência. Desse Ovo surgem os mundos – planos, reinos, rondas e hierarquias.

A revista Ganso Primordial é de caráter teosófico, se baseia nos estudos relativos à mitologia comparada, às religiões, filosofias, ciências e línguas, sem nenhuma ambição política, religiosa ou institucional.

Ganso Primordial busca reunir colaborações de indivíduos que desejem criar e difundir o conhecimento, tomando em conta a palavra ESPIRITUALIDADE. Daí a inclusão de um segmento dedicado ao esoterismo, no qual publicaremos fragmentos de autoridades em matéria de ocultismo e teosofia. São estes, principalmente, Helena Petrovna Blavatsky, Mario Roso de Luna e Henrique José de Souza. Por outro lado, nos segmentos dedicados à literatura, poesia e artes principiamos este primeiro número com as colaborações dos fundadores da revista: Javier Alberto Prendes Morejón, Idalia Morejón Arnaiz, Néstor Díaz de Villegas, Jorge Luis Arcos y Omar Pérez López.

Como não se trata de uma religião senão de um dominio do saber, tem a teosofia muito que oferecer aos novos pensadores. Entretanto, é um território pouco explorado e árido, dada a complexidade dos temas que aborda e a dificuldade de acesso a referências de autêntico valor. Esses “véus” são assinalados por muitos como obstáculos naturais no caminho de qualquer estudioso. 

No âmbito intelectual predomina a marginalização do ocultismo ou da Sabedoria Iniciática das Idades, talvez sem reparar antes em seu ímpeto renacentista e iluminista, o mesmo ímpeto que nutriram os filósofos da Antiguidade. A formação clássica sempre esteve relacionada ao hermetismo, ao platonismo, à cabala, à mitologia, à numerologia, à geometria sagrada, à heráldica, à alquimia e à meditação.

Por que desde o século XIX a Academia divide y julga como inútil tais áreas do conhecimento? Por que não tomam a sério tais estudos? Por que os ignoram? Do pouco universalista que são terminam sendo especifistas dogmáticos, especialistas sem profundidade nem amplitude. A preferência por Aristóteles e não por Platão, considerado um poeta mirabolante, diz muito a respeito.

Ocidente tem seus pés no Oriente: boa parte da intelectualidade ocidental de todos os tempos tem sido a primeira em aproximar-se às novas tendências de pensamento, cujas bases estão no Egito, China, Japão, Tibete e Índia, lugares nos quais, a diferença do Ocidente, se reafirma a doutrina do Karma e da Reencarnação. Recordemos que de finais do século XIX até metade do XX, ocorreu um boom de revistas esotéricas e literárias que, nas últimas décadas, tem desaparecido ou entrado em decadência. Se as revistas ibéricas deixaram de ter o mesmo impacto que em épocas anteriores, que dizer do Brasil, onde publicamos esta revista; a situação seria caótica se não contaramos com a contribuição da revista Dhâranâ, da Sociedade Teosófica Brasileira.

Assim, por que não intentar ressuscitar tal arquétipo de revistas, bem a nosso modo, em defesa da espiritualidade? O materialismo intelectual não produzirá o que é necessário: o autoconhecimento. Nada de psicólogos, senão de auto-psicólogos; nada de compromissos com as ideias alheias aos mistérios profundos do ser: buscamos alternativas radicais. Com esta consagração desejamos dar alma à revista Ganso Primordial, apostar uma vez mais na espiritualização do Ocidente.

Javier Alberto Prendes Morejón

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.