Poema (Damas do Caijah) – Por Henrique José de Souza

NOBRES DAMAS DO CAIJAH,

QUANDO SE CUMPRE O DEVER

NADA SOFRE O CORAÇÃO.

MAS ALGO TENHO A DIZER:

QUE NELE RESTA A DEVOÇÃO.

MAS TAMBÉM, SE O QUISERDES,

A ETERNA GRATIDÃO.

A MULHER QUE DÁ SEU FILHO

PELO BEM DA HUMANIDADE,

ESSA MULHER NÃO É MULHER,

MAS A FLOR DA MATERNIDADE.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.